quarta-feira, abril 14, 2004

Dois copos de ·gua a cada duas horas para uma vida saud·vel. E uma corrida de meia-hora-no-mÌnimo logo cedo. AlÈm, È claro, de uma alimentaÁ„o equilibrada, balanceando fibras, carboidratos, proteÌnas e vitaminas. De fato, nada disso importa. Afinal, de acordo com a resson‚ncia Schumann, com o aumento da resson‚ncia magnÈtica terrestre de 7,83 para 13 pulsaÁıes por segundo, o dia passa a durar apenas 16 horas. Portanto, se algum dia for atropelado por um gigantesco ponteiro de segundos n„o se espante. … a resson‚ncia. Em suma: seja louco, mas com moderaÁ„o.


segunda-feira, abril 12, 2004

o v„o entre o discurso e a pr·tica j· È t„o enorme que parece impossÌvel aument·-lo. o abismo, no entanto, se mostra onipotente. utopias cada vez mais distantes se imprimem em jornais murais, em ofÌcios internos, em e-mails, em discursos oficiais. os ratinhos no laboratÛrio fazem girar suas rodinhas-gigantescas, inebriados com a ilus„o de progresso. alimento-me da minha porÁ„o de raÁ„o e volto pra minha rodinha, com um riso silencioso nos l·bios.



Ajeitou um cabelo rebelde que insistia em n„o se aprumar com os demais. Numa fileira, o moicano se apresentava impec·vel, com os fios vermelho-desbotados apontando o universo. Todos os fios num emaranhado de gel perfeito. Perfeito, exceto por aquele fio, que no espelho se refletia, orgulhoso da discÛrdia causada. E depois de alguns milhıes de passadas de m„o, ajeitadas insistentes, finalmente deu-se por vencido e aceitou o fio fora da ordem. Como algo necess·rio para o bom funcionamento do penteado. E percebeu que È possÌvel enxergar o laranja, mesmo em dia t„o cinza. Se aninhou nesse novelo laranja e dormiu. Sonhou, nuvens cor-de-abÛbora. Pra l· de um universo paralelo onde todas as tardes s„o gren·.