sábado, dezembro 06, 2003

Umas mangas amadureciam esparsas na frondosa mangueira. Um senhor de meias brancas altas até a canela ajeitava o boné e tomava fôlego para a caminhada. Um engraxate encarava um panfleto de imobiliária como se fosse uma maço de notas de cem dólares. Um short de pijama azul escuro protegia meu corpo nada definido da total nudez. E um calor quase desagradável. O sábado se arrastou lento para acabar depressa. Prontamente preparei minhas roupas de sair - tudo igual quero um guarda-roupas novo - e botei o cabelo pra cima. Pois hoje é noite de rebolar até que os miolos estejam ébrios de músiqueletrônica.


quinta-feira, dezembro 04, 2003

Sim. A Kit.Net resolveu me colocar de novo no ar, mas na ânsia de reduzir meu espaço disponível acabei deletando as imagens do blog. Estamos com mais cara de 'em construção' que nunca. Até gosto. Porque eu ando meio todo pela metade. Atropelando o tempo que corre indiscretamente. Dominado pela preguiça, não fui uma vez sequer à academia nessa semana. Preciso aprender a tomar esse remédio amargo. E sonhar? Eu sonho, sim, mas não no papel, nem na tela. Sonho pra mim mesmo, as viagens mais insanas que se pode imaginar. Um grande canyon entre as palavras e os pensamentos. E me encho de promessas de ano novo que provavelmente não serão cumpridas. Paroano eu vou: malhar todos os dias, voltar a fazer teatro, escrever e ler mais e me dedicar mais aos estudos. Além de comprar um namorado novo, modelo W45R, top de linha, com dimmer sexual de 800 megaorgasmos, é claro.


terça-feira, dezembro 02, 2003

Roer as unhas. Eu chego a pensar na hipótese, antes repgunante. Culpa do Harry. Oh, Harry. Dá pra largar? E ainda lendo simultanemente com a minha irmazinha de treze. O problema é que ela tem a tarde inteira livre e já me passou e fica estragando as supresas todas. "Leia Harry Potter, mas leia também outras coisas", aconselhou sabiamente meu professor. O elogio que me fez hoje depois de entregar o ésse-ésse na prova me deixou alguns centímetros acima do chão por todo o dia, com síndromedegarfield rolando e tudo. E o dia, aliás, foi maravilhoso, no final das contas. Passei a tarde sem fazer nada no trabalho, a não ser rir e olhar os sabonetinhos de natal que uma colega fez. Eu preciiiso daqueles sais de banho efervecentes, vocês não entendem. Nem eu, acho. Para encerrar esse post meu-querido-diário-coraçõezinhos-piscando, assistam Amor a toda prova e bolem de rir como eu. Segundona melhor, não recordo. Até esqueci que tinha problemas, o que é isso mesmo?


segunda-feira, dezembro 01, 2003

Como se a tal preguiÁa me tivesse tomado por inteiro. Saudades do Harry Potter e a Ordem da FÍnix, deixado sob a guarda da minha irm„, em casa. Essa redaÁ„o parece bem menos convidativa hoje. Sai pra l·, SÌndorme de Grafield!