sábado, novembro 09, 2002

Chegou a hora de apagar a velinha... Calma, n„o È homicÌdio, sÛ o Guel q est· fazendo anos... ParabÈns, fof„o! E a mam„e deve estar toda orgulhosa... SÛ de pensar q conheci esses dois dois anos atr·s, na festa de trÍs anos do Guel...Como eu amo os dois!



Fiquei em casa atÈ assistir o casamento da Melanie e da Lindsay de novo. DaÌ tava achando esse QAF muito meloso e, de um Ìmpeto sÛ, me vesti e saÌ disparado pro Lago Norte, a Coisa. A festa tava legal, badalada. Especialmente pq l· em cima tinha uma pista eletrÙnica, n„o ficou sÛ no rock. Acho q devia ser assim sempre, vou sugerir pro Willy. Mas enfim, acabei encontrando e conhecendo todo o elenco de Playback, a peÁa q eu tÙ afins de ir. Achei o pessoal muito gente fina, fiquei com ainda mais vontade de ver a peÁa. Hoje ‡ noite, sem falta.


sexta-feira, novembro 08, 2002

Acabei n„o indo ver peÁa da mostra da Bahia q queria ver hj. Mas BrasÌlia È flÛrida, nesse aspecto. Passamos por jejum de entretenimento por dÈcadas, depois vem tudo num ˙nico fds. Tanta coisa legal! Mas calma, ainda tem amanh„ e depois. N„o quero perder tb a N· Ozetti no CCBB. Mas valeu, fui comer sushi com minha mama, em comemoraÁ„o tardia de anivers·rio. Hum...



E agora tb a June tem seu porÛpirio blog, alÈm do Asas, q anda meio mal das pernas, anyway...


quinta-feira, novembro 07, 2002

Declaro q este ano n„o irei maldizer o Hor·rio de Ver„o - exceto qd eu tiver q acordar ‡s seisemeia e ainda estiver escuro e frio pra dedÈu. Fora disso, mudei de t·tica. Todo ano, como todo mundo, reclamava aos quatro cantos desse tal hor·rio. Sob recomendaÁıes mÈdicas, no intuito de evitar c‚ncer, gastrite, calvice e outros males, optei por enxergar o lado bom desse troÁo. Viva o hor·rio de ver„o!



J· me sentindo melhor... Sonhando com coisas, nem quero declarar nada ainda sobre sonhos bem acordados, mas aguardem, aguardem... O ensaio ontem, apesar de tudo, foi bom. Mesmo. Quero parafrasear coisas lindas q me inspiraram ontem.

… como se estivesse gr·vida, e todos os mÈdicos dissessem que meu bebÍ n„o iria nascer. Ainda assim, insistiria em tÍ-lo, porque seria meu filho. Se mesmo com isso ele fosse defeituoso, ou morresse, seria porque o pessoal l· em cima o quis assim. Mas eu teria feito tudo o que estava ao meu alcance. Devemos fazer assim com a peÁa. Temos de tentar de tudo para parÌ-la.
Dhenise C. N.

… isso aÌ, Dhe. Nem q no fÛrceps, vamos parir! Ou vamos pra puta q...


quarta-feira, novembro 06, 2002

lazyparadigma anuncia:
ServiÁo de (f)utilidade p˙blica: quem quer mudar o hor·rio do blog para o que chamamos de hor·rio de ver„o, sÛ precisa colocar no "settings" o hor·rio correspondente a "GMT -2:00 Mid-atlantic"...




Ah, e sabem a Tarde de Tortas? Pois È, foi cancelada. Quando eu falo q desgraÁa pouca È bobagem, ninguÈm acredita...



Ontem, chegando do ensaio, passei pela portaria e, por um instante, vi o vulto grande de Seu Joaquim na guarita, arrumando as coisas. Seu Joaquim foi porteiro no meu bloco por anos, Antes de eu mudar pra l·, o q foi por volta de 1989. Morreu ano passado - ou ter· sido este ano? - o Seu Joaquim. Quando crianÁa, eu n„o podia nem vÍ-lo. Me agarrava pelo braÁo e doÌa. Eu pedia pra largar, mas ele era desses velhos q acham graÁa em coisas bestas, n„o laragava. Mas daÌ eu fiquei forte o suficiente pra n„o deixar ele fazer aquilo. Ainda assim, n„o nutria grande simpatia por Seu Joaquim. Mas, quando ele morreu, È como se faltasse alguma coisa. Ele era a alma daquele bloco. Sem contar q sua famÌlia toda morava ali. Tiveram q ir embora, claro. Minha m„e falou q eles tem casa em outro lugar, mas È estranho...



AtravÈs do reflexo espelhado das minhas retinas enxergo tristeza, frustraÁ„o. Sentimentozinho besta, esse, frustraÁ„o. Pq em algum lugar dentro de mim aquela chama q me motivou a renovar minha paix„o ao teatro ainda arde incandescente. Mas, sei l·, todos os obst·culos q se impıem, v„o machucando. Principalmente quando vc se dispıe a fazer de tudo, quando vc d· uns tapas na prÛpria cara pra fazer as coisas diferente. A sensaÁ„o È q h· sempre uma bomba sobre a sua cabeÁa, quando vc menos espera, ela cai. AÌ tudo vem, como uma enxurrada. A solid„o... … foda enfrentar as coisas sem alguÈm para abraÁar no fim do dia e pedir colo. Acordei de madrugada e n„o consegui mais dormir. SÛ fui consegui me distrair o suficiente pra apagar quando j· eram umas cinco. Levantei tarde pra aula de Antropologia. A dor n„o passa, ela se esconde, eu engano ela. Mas ela n„o passa, n„o agora. Vai passar, eu sei q vai. N„o sou uma pessoa negativa, È muito difÌcil me encontrar sofrendo, mas estou assim, desesperanÁado...


segunda-feira, novembro 04, 2002

II Tarde de Tortas do Grupo roupa de Ensaio


Siiim! Neste s·bado estaremos promovendo mais um evento dessa natureza. Tortas, tortas, tortas e mais tortas. Doces, salgadas. Por um precinho mÛdico. Hor·rio e local ser„o confirmados em breve, para manter o suspense e suas bocas salivando. Aguardem!



SÛ mesmo me motivando pro campo profissional, pro teatro, pra faculdade... Estou fazendo um trabalho de Teorias da ComunicaÁ„o, Midcult, mais especificamente. Envolto por Eco (o Humberto), o eco da televis„o q berra dublagens Erin Brokovich da sala, de revistinhas da mÙnica (pura an·lise, juro). Porque no campo emocional sinto que alguma coisa ficou cicatrizada. Estive falando com Ti„o - marido de Seginho - ontem, sobre isso. Como È q um menino de vinte anos j· cansou? J·, j· cansei. Mas a Dhe È quem sempre diz q sou muito maduro pra minha idade. ¿s vezes queria ser mais imaturo... MaldiÁ„o. Porque ser· q o sexo casual - embora nem isso ultimamente eu tenho - n„o me basta? Eu quero mais, quero alguÈm, saco, pra dizer eu te amo! AH!




Brigado, Dennis! Mesmo... Pode n„o ser um caderno, mas certamente foi m·gico. Once again, thanks!





TambÈm morre
quem atira...

Ricardo Castro



Fim de semana em PirenÛpolis, com a Dhe. Me fez relaxar, me fez esquecer. Mas a realidade chama, Ù coisa! Ela insiste em nos arrastar de volta. Cheguei a tempo de assistir 1,99 mais uma vez. Depois saÌ pra jantar com Ricardo (pois È, j· estamos Ìntimos. Babem...), Serginho e danÁarinos de um balÈ baiano q teve depois. Savana. Fiquei um temp„o ouvindo Ricardo falar sobre o teatro. Uma vontade de ser um ator melhor, me dedicar mais. E ensaio agora sÛ amanh„. SÛ de pensar q estaremos estreando em duas semanas... Sabe aquele friozinho? Pois È.