sábado, setembro 14, 2002

Fui com a malala ver Cidade de Deus. Putz, q filme bom! … foda, pq vc sabe q tudo aquilo aconteceu de verdade. E no seu paÌs! Ver a realidade de forma t„o crua assim na tela faz-nos reavaliar tudo. … uma bosta, a gente fica meio mal. Mas ainda assim o filme È espetacular, bastante ousado na sequÍncia de imagens. Enfim, v„o ver. J·!



Preciso escrever aqui o quanto foi legal ter conhecido pessoalmente a Ana, ontem. Est·vamos conversando ‡ toa no aissiquiu... Algum dos dois sugeriu q fossemos l· naquele CafÈ da Linda, onde ela lÍ a borra do CafÈ. Ficou ent„o ‡s cinco, l·. SaÌ de casa mais cedo, passei no Teatro e j· comprei os ingressos para o domingo para o espet·culo Santagustin, do Grupo Corpo. Vamos no domingo, eu, Carol e SÌlvia. Mas daÌ j· fui direto l· pra 411 Norte, encontrar a Ana. Cheguei mais cedo e o troÁo tava fechado, j· ia pegar o telefone e ligar pra ela, cancelando. Mas vejo uma plaquinha Abrimos ‡s 17h. Sento numa muretinha e espero. Uns dez minutos depois vejo aquela menina toda alta pegando um celular. O meu toca. Atendo: olha pra cima. Ela ri e desliga. Vou ficar muito sem graÁa, vai demorar um tempo pra eu me acostumar. … verdade, no comeÁo ela num conseguia nem olhar direto pra mim. Mas logo ela se acostumou e comeÁou a falar. Falar pelos cotovelos. Essa menina È muito legal. SÈrio, me apaixonei. Pq eu j· a conhecia via blog, via aissiquiu, mas n„o È a mesma coisa... Amei de verdade. Tanto q coloquei link toda vez q citei seu nome. DaÌ tomamos o tal cafÈ turco, q foi inesperadamente gostoso. Viramos a xÌcara e ficamos conversando atÈ a Lidija resolver ler nossas borras. Fui primeiro. Primeiro ela falou q a minha xÌcara estava linda. Depois viu um bocado de coisas l·. Cavalo, galo, boi, sapo, um n˙mero nove, uma letra A, pessoas e ·rvores. Disse q dentro de 9 ( q podem ser nove dias, nove horas, nove meses, mÍs nove, data nove, etc) eu devo receber uma notÌcia q vai me deixar feliz, mas q vai ser falsa. Quando foi falar de amor, disse q n„o conseguia ver quase nada.

Vejo aqui uma figura feminina, mas È muito vaga...
Deve ser pq eu n„o me relaciono com mulheres...
Ah, eu j· ia perguntar mesmo...

Mas tb n„o conseguiu ver nada de claro com homens... Mas ela È vem da ex-Iogusl·via, tem um sotaque difÌcil de entender, ainda mais com aquela m˙sica alta q tava l·. Em seguida foi a Ana, q foi super r·pida e parece q foi t„o esclarecedora qt a minha... De l· fomos para o Extra, comprar cd's. Compreo o cd novo do Zeca Baleiro e MarÌtmo, da Adriana Calcanhoto, q eu ainda n„o tinha e tava R$12,90. Q programa legal, muito legal. Ana, agora temos q marcar um hor·rio pra irmos ‡ Dona Esmeralda...


sexta-feira, setembro 13, 2002

Quando o professor de semiÛtica falou q era preu fazer um trabalho sobre Jo„o do Rio, sabia q j· tinha ouvido falar dele. Mas achava q era um compositor, ou algo assim. Acabei descobrindo q ele era um jornalista, crÙnista e dramaturgo do inÌcio do sÈculo. Mas fui mais alÈm qd descobri q ele era homossexual assumido, por isso sofreu preconceito e sÛ entrou para a Academia Brasileira de Letras na sua terceira indicaÁ„o. Esse trabalho vai ser muito interessante, vou aloprar na sala. E o cara era mesmo muito bom. J· tinha lido sobre ele no livro do James Green, AlÈm do Carnaval. Tem um subcapÌtulo praticamente sÛ sobre ele, estou empolgadÌssimo! Ha-h·, Paulo "Pani·caro" - professor - , vais ter uma bela surpresa...








Diga N¬O ao esteriÛtipo. De qualquer espÈcie!




Como est„o as coisas, Dira? L·, com a sua famÌlia...
Ah, t· tudo horrÌvel, num sabe. Separei do marido, ele È um folgado e nem quer nem sair de casa. Num trabalha, sÛ quer saber de ficar em casa o dia inteiro dormindo, tenho q pagar alguÈm pra cuidar dos meninos. Vou entrar na justiÁa, falar com quem entende pra tirar ele de l·. Teve uma Època q, por causa do meu dente, fiquei muito dura, sem dinheiro, num sabe. Achei cinquenta reais na carteria dele e ele nem pra comprar leite pra filha! Por isso È q eu num acho errado esssas mulher q fica umas com as outras. Nuim acho mais nada errado. Homem num presta. As mulher sabe ser muito mais carinhosa umas com as outras. SÛ o q eu acho errado hoje s„o esses homem...

Momento de vergonha do sexo masculino. Momento de desilus„o por ser gay. J· pasou. Fazer o q, nÈ? Gosto mesmo, apesar de tudo. Mas adorei a lucidez com q a Dira, faxineira qui da minha vÛ falou sobre tudo isso. ‘, mulher guerreira! O problema È q acaba casando com uns encostos como esse...



ExperiÍncia gozada: ler o seu blog traduzido automaticamente para o inglÍs. Sim, alguÈm fez isso, estava nos referrals do sitemeter. E eu fui ler. O mais foda È q n„o traduz algumas palavras, outras ficam com outro sentido, foi interessante. Os links tb s„o muito engraÁados traduzidos. Coisas como Disappeared Wings, I Made! ou ainda Sex, candy and techno...


quinta-feira, setembro 12, 2002

"50% do que falamos brincando È verdade"


Quote da persoanagem da Cristina Applegate (q fez a disgusting Kelly Bundy, do Married with children) no The Sweetest Thing - aquele de terÁa, com a Cameron Diaz, lembram? Pois È, quase sempre o teacher fala brincando. Se ciquenta purcento do q ele diz È verdade... Ah, e Thrill, tira o olho q ele È o meu namorado fantasia, ou quei?!



Coisa q tinha q postar e j· ia desligar o computador antes
Falando com uma outra prof l· da escola ontem.

Pois È, eu sempre achei q o F. fosse super straight, mas tiveram umas coisas esse dias (vide posts abaixo)...
Vc achava isso? SÈrio? Pq a mim ele nunca enganou. Se tem alguÈm q ele est· enganando È ele mesmo.
?
Pois È, eu sempre soube q ele era gay. Ele e o I., um outro professor aqui. Nenhum dos dois assume.
Ah,È? Interessante...

Mas daÌ eu nem sei, acho q n„o estou afins de lidar com o coming out de um enrustido. Embora tudo isso possa ser piraÁ„o da cabeÁa da Elaine, o q n„o È improv·vel. N„o sei, n„o sei... Tenho q dar uma passada na Dona Esmeralda para resolver esses assuntos. Ana j· demonstrou interesse e eu vou ver se ligo hj ‡ tarde...



Acabei de fazer a prova do psycho q, como suas aulas, foi uma enrolaÁ„o sÛ. Algumas perguntinhas bestas de marcar xis e outras q n„o deram muito trabalho pra responder. Amanh„ È a prova do Papai Noel, de mkt, e acho q vai ser muito por aÌ tb. Talvez um pouco mais aprimorada, sei n„o...Mas enfim, quinta È quinta, n„o È segunda nem sexta. … quinta. Quinta, quinta. Pronto, j· foi agora a quinta vez que escrevi quinta. Sexta e sÈtimas logo em seguida...


quarta-feira, setembro 11, 2002

Toca: Comigo - Rita Ribeiro. Contra o tempo. Ai, ai...












Paulo era lindo, sensÌvel, carinhoso, engraÁado, elegante, delicado, gostoso, honesto, companheiro, discreto... e gay.

A Lu q postou essa pÈrola, como ela chamou, da Radical Chic. Se mudar o nome, essa frase se aplica ao teacher. Ah, e trocar gay por hetero, obviamente. Pq ser· q o melhor t· sempre do outro lado, hein?



E o cara q cuida da assistÍncia tÈcnica acabou de me avisar q eu n„o posso usar o aissiquiu aqui na faculdade, pq se alguÈm de l· de baixo me pega, podem cortar o meu acesso. Escrotos! E logo agora q a minha titia estava online! Argh! E o q vÍm a ser as pessoas 'l· de baixo'? Devem ser uns diabinhos q controlam os computadores. Quando o computador falha, l· em baixo um capetinha ri sarc·stico e alisa seu chifre esquerdo...



Ontem eu e a Lu fomos passear no shopping. E eu tinha prova, nÈ, mas... Vimos Tudo pra ficar com ele, da Cameron Diaz. T·, eu sei q j· devia ter esgotado minha cota de filmes bobos com XXX mas È q Cidade de Deus ela j· tinha visto, e o resto dos filmes q tinham l· naquele P·tio eram piores... Com esse pelo menos a gente se divertiu. Foi o q eu falei pra Luciane: se vc vai ver uma comÈdia besteirolzinha dessas tem q estar pronto para rir das piadas idiotas, e n„o ficar censurando. A gente se abriu de rir com as bobagens, n„o raro de extremo mal-gosto pornogr·fico.



Pegar uma prova e perceber q sÛ consegue responder razoavelmente duas questıes pode ser extremamente doloroso. Mas o prfessor È um escroto pedante. Cobrou um detalhe do Janela da Alma muto especÌfico, nem eu q vi o filme consegui lembrar. Q esse negÛcio de filme vc lembra o q vc mais se identifica... Mas Quando comentou sobre a SÌndrome de Capras, o neurologista e escritor Oliver Sacks falou em uma espÈcie de sequestro de imagens. Explique. È phoda com pÍ-ag· mai˙sculo! Nem tive como tentar enrolar. Isso quer dizer q terei de estudar muito para q meu trabalho sobre o Jo„o do Rio saia excelente...


terça-feira, setembro 10, 2002

Hj eu dei uma passadinha na escola pra pegar meu pagamento e deixar umas coisas q precisam ser xerocadas para amanh„. Nah... Passei pra ver o teacher de novo... Ele, como todo mundo, ficou implicando com a minha gravata - Sim, de vez em quando eu uso uma gravata borboleta preta, solta no pescoÁo. Any problem? - Mas daÌ vieram brincadeirinhas do tipo That's sweet! ou It matches with your eyes ou ainda Are u a stripper? … claro q essa ˙ltima eu repondi Yes, during the free time... Ai, ai, EleutÈrio, q coisa! Eu n„o sei como reagir. E n„o È sÛ, AGARRE!, joyrise, pq ele È straight as one can be, n„o sei se ele est· mesmo na minha ou se È sÛ brincadeira. … muito risco pra correr chegar no meu amigo hetero and ask him out. E somos amigos. A-mi-gos. Mas desde ontem q ele n„o sai da minha cabeÁa. How weird is that? Esses post est„o recheados de inglÍs, minhas desculpas para os n„o-falantes, mas È q como a gente sÛ fala em inglÍs na escola, minha cabeÁa t· nessa sintonia... And I'll see him again tomorrow.... Oh, boy!



Quote do Fds. Os crÈditos v„o para a garota insÙne.

Cada pessoa È um livro em potencial.



segunda-feira, setembro 09, 2002

E tem um professor l· na escola q È a coisa mais bonitinha... Desde q eu fui fazer o teste q eu reparei nele. Mas ele costumava me evitar. Desde o comeÁo do semestre estamos bem amiguinhos. N„o, ele n„o È gay, embora ‡s vezes... Uma vez ele foi levar uma amiga minha indiana (q tava dando aulas com a gente), l· na agÍncia - detalhe, eu q a arrastei pra agÍncia, ela È linda e trabalhava como modelo, atriz e danÁarina em Bombain. Aqui ela dava aulas de inglÍs... Mas enfim, voltando ao menino... Ele foi lev·-la e viu minhas fotos. Gee, anyone can look good in this things, hu? ela ficou toda He thought u were handsome, but couldn¥t really say it. These straight man... Hj ele ia selecionar uns filmes pra aula e me chamou Do u wanna participate of a movies session? Eu disse nah... DaÌ chamou uma outra professora l·.
she - Where?
he - Downstairs...

me - Hummm... I better leave u 2 alone...
Mas nem acho q ela foi... Anyway... Me senti tentado a ir, mas tinha q vir pra casa trabalhar no computer... Eu sou um frouxo mesmo, assumo.



Eita, teacher! Your hair...
What about it?
It's blue!!!
So?
...

Teaching can be fun.





huahuahuahuahuahuahua! D·-lhe Mundo Pefeito! E eu coloco crÈditos pq tenho escr˙pulos. Mas ela disse q um sem-vergonha descarado anda publicando seus banners como se fossem dele. Argh! Diga DE JEITO NENHUM ao pl·gio!





Minha vida segue o ritmo quebrado das batidas do drum¥n¥bass.

descubra que m˙sica eletrÙnica vocÍ È



Sua vida segue o ritmo quebrado das batidas do drum¥n¥bass. Admita: Marky È o seu Ìdolo. O sucesso È sua meta, mas enquanto isso vocÍ aproveita para dar uns rolÍs em Megafestas iradas e paquerar um pouco. Ao contr·rio dos mudernos de plant„o, vocÍ gosta de cultivar amizades. VocÍ pode n„o ser descolado ou diferente, mas a galera em peso tem vocÍ como gente boa. Morou?




Cena de filme
Cheguei ao Beirute antes da Renata, e fui procurar uma mesa e/ou alguÈm conhecido. Foi quando eu olho pro lado e tem o cara mais lindo olhando pra mim - pra MIM! - e eu olho fundo nos olhos dele. Viro a cara, morto de vergonha, e quando olho de novo, ele ainda t· olhando! Continuei andando e dei um sorriso qd virei as costas. A Re chegou e arrumei uma mesa q dava pra ficar encarando sem ficar muito na cara. Ele viu q eu tava olhando mas nem tchum. N„o me olhou mais pelo resto do tempo em q ficamos ali. Ele e os amigos foram embora um pouco antes da gente. A mesa inteira j· tinha reparado q eu tava encarando ele, fiquei embarassed. Talvez fossem heteros e ele tenha ficado sem graÁa. Pq ele era gay, sem d˙vida. E definitivamente parecia afim, pelo menos durante a cena. Cena de filme foi muito linda e t· marcada na minha memÛria. Qq dia eu acho esse menino de novo, e aÌ n„o vai ser cena de filme nenhuma. Vai ser um filme inteiro! Ali·s, v·rios filmes, de todos os gÍneros: romance, drama, suspense, pornÙ...



Eu e a Re fomos ver Tripou Èquis ontem... Eu gostei, de verdade. Pq se eu vou ver filme-hollywood-americano-salvando-o-mundo eu quero ver um bem feito. E esse … bem feito. E acho q a Re pensa muito parecido comigo nesse aspecto. Pq ficar sÛ vendo filmes cults cansa tb... E foi sÛ. De l· a gente fez um pit stop no Beiras pra tomar uma - S” U-MA - cerveja e ir embora.



Momento triste do fim de semana
Minha m„e chegou e falou q meu pai est· arrasado. Principalmente pq os lun·ticos daquela cidade querem a cabeÁa dele. Vem sendo perseguido, os fan·ticos religiosos est„o putos dizendo q ele t· culpando o padre e que n„o foi o padre n„o, moÁo. Ai, q Ûdio! Uma doida de uma promotora ousou insinuar q o IPHAN q causou o incÍndio. Loucos, est„o todos loucos!!! E o meu pai n„o merece... N„o bastasse ver a maior obra da sua vida transformada em cinzas, agora isso. Grrrrrr!



Momento engraÁado do fim de semana
Ontem, depois q uma parte do povo do grupo tinha ido embora, Tiago vem com essa Vamos ver filme pornÙ? Sim, isso aconteceu, principalmente pq Jirlene se empolgou Oba! Eu tb quero ver fÛc fÛc! E o Robinson foi, ligou a tevÍ no canal 51 e l· fomos nÛs nos aventurar pelas loucuras do sexo heterossexual. Tiago empolgadÌssimo, Ji tb, Robinson e sua mulher Jane se aconchegaram num canto. Eu, Diego e seu namorado Elber tentando disfarÁar a cara de nojo... UÈ, eles n„o falam mais fÛc nesse filmes n„o? A Jirlene realmente È hil·ria... E a gente morreu de rir com um dos filmes (pois È, eles passaram ho-ras vendo isso, eu sai e fui blogar quando comeÁou o terceiro) pq era numa praia, trÍs caras pra uma mulher. Eles comeÁaram atÈ bem, os trÍs caras sem se tocar, È claro. Mas o diretor deve ter mandado deitar, aÌ a ·gua do mar vinha e trazia areia, q era preta e bem fininha. Q horror! Ela gemia, mas num parecia de prazer n„o. Parecia q tavam matando a pobre! Tb, com aquela ralaÁ„o na ·gua salgada, areia entrando por tudo q È canto, tudo sem camisinha... O q ficou por baixo tb tava com uma careta horrÌvel, a ·gua vinha direto na cara dele... Enfim como eu disse ontem, n„o posso ver essas coisas q eu n„o durmo de noite. As imagens est„o atÈ agora na minha cabeÁa... TÙ brincando, foi divertido, muito divertido.


domingo, setembro 08, 2002

Ainda bem q eu n„o costumo ter ressacas homÈricas. Pq ontem a gente resolveu jogar aqueles joguinhos de baralho q se vc erra, toma uma dose. O destilado de ontem era vodka barata. SaÌmos da casa da June pra ir a uma festa de rock alternativo. Foi legal, danÁamos atÈ... Fiquei ainda com uma das Asas. … estranho, beijar mulher. N„o È ruim, mas diferente, n„o sei explicar o q acontece. Mesmo q com alguÈm q eu adore tanto, como È o caso dela. Ela sendo lÈbisca, deveria rolar algo de diferente? Sei l·, coisas... Mas enfim, a noite foi boa, deu pra despairecer. N„o rolou ficar com homens, mas esse pequeno detalhe a gente abstrai... Tinha um carinha l· q estuda no Ceub, psicologia, eu acho. Fiquei tentando, de longe, pra variar. Ele n„o deixou nada muito claro e foi embora antes q eu estivesse bÍbado o suficiente para chegar.



O dia inteiro sem fumar. Quando isso È uma resoluÁ„o, Ûtimo, mas quando È pq vc t· sem cigarros È foda. Damn. Qd sair aqui do Robin vou comprar...



DelÌcia de feijoada aqui na casa do robinson. O Roupa de Ensaio todo - menos a Michelly-pata - compareceu, foi muito gostoso. Estamos agora curtindo barriga cheia e ouvindo musiquinhas. Adoro esse meu grupo de teatro, demais.



Como a June È especial! - oquei, meninas, n„o fiquem com ci˙mes. Amo todas vcs, mas È Època de vamos elogiar a June. Em primeiro lugar, ela È maravilhosa pq ela passou horas pintando o meu cabelo e ficou lindo, lindo, e ela n„o cobrou nem a tinta. Depois, pq ela realmente È muito legal, com um coraÁ„o lindo. Ela me falou algo q È muito real. Entendo, tinha um lugarzinho vazio no seu coraÁ„o e ele o ocupou. N„o È vc amasse, mas deixou entrar, n„o È? E pior È q È. Muito. EngraÁado como ela definiu t„o bem essa coisa q t· acontecendo em mim. Mas enfim, esse post n„o È sobre mim. Quero deixar bem claro o quanto eu gosto dessa pessoinha e dedicar um post inteiro sÛ pra ela. Ju, te adoro!